Editorial

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ilustrações para Revista Viaje mais, Editora Europa! Desenho de Mauro Fodra e Cores de Adriel Contieri.

O ramo editorial é fundamental ao trabalho de ilustração. O uso da ilustração faz muito sentido para o editor de um suplemento de jornal ou de revista. Com a fotografia utilizada para apresentar uma imagem como fato, a ilustração pode ser aplicada às matérias para indicar um ponto de vista ou uma ideia pessoal. O que funciona tão bem em projetos editoriais é o contraste que a ilustração parece em relação à fotografia, e é raro encontrar ilustrações utilizadas em publicações fora desse esquema.Além do estoque disponível na maioria das livrarias e bancas de jornal, ainda há revistas produzidas para seguradoras, bancos, linhas aéreas, lojas e outros.O número de contratações de ilustração em potencial cresce proporcionalmente ao número de revistas. Apesar dos valores relativamente baixo, a maioria dos ilustradores ainda gosta da liberdade criativa de trabalhar para jornais e revistas; a recompensa é ter a liberdade de ser criativo e original.

Direção de Arte

Se por um lado há relativamente poucos cursos de ilustração, comparados aos que ensinam puramente design gráfico, há ainda menos cursos que ensinam a direção de arte. O processo de contratação de ilustrações para o departamento de arte de um jornal ou revista é normalmente ditado pelo prazo, que as vezes dura uns poucos dias apenas a partir do ponto inicial do contato e/ou briefing. Os diretores ou editores de arte normalmente ligam diretamente para o ilustrador, uma vez que muitos se recusam a trabalhar com agências de ilustração; os agentes existem para representar os interesses do ilustrador, e muitas vezes tentam aumentar o valor do pagamento, mas, em trabalhos editoriais, há pouquíssimo ou nenhum espaço para negociação.

O Briefing*

Muito pode acontecer entre o briefing inicial e a ilustração concluída. Um bom diretor de arte lhe dará, em algum ponto da oferta de trabalho, um briefing ou texto, e estará disponível para conversar durante todo o projeto. Um briefing pode vir em diferentes formatos, mas deve incluir além do texto a ser ilustrado, os seguintes elementos:

–  tamanho que a imagem será veiculada

–  valor para pagamento

–  prazo

O diretor de arte pode precisar esperar até que o editor disponibiliza o texto do editor, reduzindo o tempo que o ilustrador tem para trabalhar nas ideias e na ilustração final. Um briefing para ilustrações editoriais tem grandes chances de ser pouco mais que uma versão inicial do texto, que pode estar sujeito a mudanças, e o ilustrador pode precisar de mais detalhes sobre o projeto. Todas as informações – incluindo valores e prazo – devem ser solicitadas antes de aceitar o projeto.  Alguns diretores de arte têm ideias em diferentes de como esperam que o texto seja visualizado, enquanto outros permitem que o ilustrador faça sua própria interpretação.

editorial

Pesquisa

Grande parte do prazer e do desafio de trabalhar como ilustrador está em entender e compreender o assunto do texto, e em solucionar a interpretação visual desse assunto. A pesquisa mais profunda dos temas, para obter maior conhecimento e compreensão, faz parte do processo.

Primeira etapa: linha visual

Para ilustradores que fazem trabalhos editoriais, a primeira etapa de criação de uma linha visual deve ser rápida. Começa com a visualização de ideias por meio de esboços, mapas, rabiscos e desenhos. Depois, o registro de pensamentos e ideias iniciais, fazendo anotações ou listas para servirem de ponto de partida. É de grande ajuda ter sempre consigo um caderninho e uma caneta ou lápis, já que nem todas as ideias e conceitos surgem quando você está sentado à escrivaninha. A reação ao briefing pode demorar, mas o tempo é escasso em trabalhos editoriais, por isso, a maioria dos ilustradores conta com mecanismos para auxiliar o processo. Como ouvir uma música, se “desligar” dos meios de comunicação, etc. É importante garantir que haja um “tempo para pensar”, durante o qual você terá ideias e começará a visualizá-las.

Segunda etapa: ilustração final

O momento da execução da ilustração final é outro aspecto crucial de qualquer trabalho editorial. É importante garantir que o diretor de arte entenda o método que você pretende utilizar, se você trabalhar com diversos meios de expressão diferentes. Poucos diretores de arte conhecem métodos que um ilustrador utiliza – mais um motivo para estabelecer uma comunicação clara já de saída. No dia da entrega de um trabalho, o diretor de arte espera só surpresas positivas!

*Segundo o dicionário de português Michaelis briefing é: o conjunto de informações básicas, instruções, normas etc, elaboradas para a execução de um determinado trabalho.

Fonte: Zeegen, Lawrence. Fundamentos da Ilustração: como gerar ideias, interpretar briefings e se promover. Uma exploração dos aspectos práticos, filosóficos e profissionais do mundo da ilustração digital e analógica. Porto Alegre: Bookman, 2009.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s